Transformação digital e capacitação: temas urgentes

Os países que são exemplos de transformação digital começaram pela base

19 de julho de 2021 12:10
por:

Italo Nogueira, 46 anos, é presidente da Federação Assespro. Empreendedor desde os 18 anos, investe hoje em mais de 40 startups. Também é CE...

Embora a pandemia da covid-19 tenha acelerado o processo de transformação digital no País, para que ela ocorra, de fato, é preciso fomentar a base através do desenvolvimento de políticas públicas para a área de TIC.

O pilar fundamental disso tudo é a transformação cultural, com a mudança de mindset, principalmente entre a iniciativa pública, que adota algumas medidas que acabam concorrendo e tirando parte do mercado nacional. A compra de gigantescos datacenters, em vez da contratação de serviços, é um exemplo disso. 

E esse é o principal ponto do projeto de transformação digital. Para desenvolver a política pública, é preciso deixar essas atividades para o setor privado, que é sempre mais ágil. A pandemia da Covid-19 nos mostrou isso. A iniciativa privada respondeu rápido e mostrou que é possível diminuir os custos de tratamento preventivo, de acompanhamento com a telemedicina, por exemplo. 

Os países que são exemplos de transformação digital começaram pela base. E o mesmo deve ocorrer no Brasil. Não podemos ficar parados.  Precisamos fomentar os grandes ecossistemas pujantes das empresas que estão no Brasil, para que o setor de TIC se torne sedutor e transforme a vida de crianças e jovens que estão nas periferias. 

Esse é o caminho para um dos principais desafios que enfrentamos hoje, que é o apagão da mão de obra. Responsável por 1,52 milhão de empregos no Brasil, o setor de TIC ainda sofre com a falta de mão de obra capacitada, com uma lacuna de mais de 100 mil profissionais. Não podemos aceitar que isso ocorra num País com quase 15 milhões de desempregados.

Para ajudar na qualificação de profissionais a fim de reduzir esse gargalo, nós que fazemos a Assespro temos trabalhado em várias frentes. Em uma delas participamos do programa Qualifica Mais-Emprega Mais, dos Ministérios da Educação e da Economia, que oferece cursos de qualificação profissional no setor de TIC 

Num esforço que reúne nossa equipe e todo o empresariado , mapeamos as necessidades de mão de obra nos estados, articulamos para que a capacitação chegue nas regiões com maior necessidade e sugerimos a grade curricular para os cursos. 

Com iniciativas como essa e o direcionamento correto na capacitação, podemos diminuir tanto o desemprego quanto a lacuna de mão de obra qualificada no setor de TIC. Essa também é uma importante ação da retomada do Brasil na rota do crescimento e da transformação. 

Publicidade

Desenvolvido por: Leonardo Nascimento & Giuliano Saito