Covid 19: como será o nosso futuro?

Nos aproximamos da marca de dois anos dos primeiros casos de  Covid-19 detectados na China. Olhando em retrospectiva, parece que se passou muito mais tempo e que há anos vivemos uma rotina totalmente diferente da qual estávamos acostumados, seja no trabalho, nas relações familiares ou interpessoais. Todos nós tivemos, de alguma maneira, nossas rotinas alteradas […]

8 de outubro de 2021 08:06
por:

O atual presidente SOFTEX Nacional possui mestrado em marketing pela Universidade Internacional de Lisboa, MBA pela Fundação Getúlio Vargas (F...

Nos aproximamos da marca de dois anos dos primeiros casos de  Covid-19 detectados na China.

Olhando em retrospectiva, parece que se passou muito mais tempo e que há anos vivemos uma rotina totalmente diferente da qual estávamos acostumados, seja no trabalho, nas relações familiares ou interpessoais. Todos nós tivemos, de alguma maneira, nossas rotinas alteradas e impactadas, seja no aspecto social ou na economia como um todo. Todos nós, em algum momento, já nos perguntamos quando voltaremos a viver em sociedade da forma como estamos acostumados. É um desejo mais do que natural esse do retorno à normalidade.

Porém, mesmo sem renunciar ao otimismo, já podemos perceber que o coronavírus tem que ser analisado como um agente de mudanças. Um agente cruel, que cobrou um alto preço em vidas e abalou a atividade econômica em escala global.

Mas, ainda assim – e até exatamente por isso, um gerador de mudanças significativas e profundas. Basta notar como pessoas e empresas se adaptaram de forma ágil e sem precedentes aos grandes desafios apresentados pela pandemia, alterando suas rotinas abruptamente tendo a tecnologia como seu mais poderoso aliado.

Na nossa nova realidade, conceitos estáticos não se aplicam mais. Já vivíamos antes da pandemia em um mundo em acelerado processo de transformação que acabou ganhando ainda mais tração.

O importante é reconhecer que as mudanças serão cada vez mais frequentes. Vem aí o 5G trazendo mais impactos significativos na vida de todos nós. E estaremos prontos para isso.

A capacidade de adaptação às novas realidades e desafios ainda é, no final, que determinará quem irá sobreviver ou não. E esta é uma lei muito mais antiga do que a pandemia.

E como será o nosso futuro? Já estamos nele: seguindo perseverantes de que a pandemia nos mostrou que somos capazes de nos reinventar sempre.

Publicidade

Desenvolvido por: Leonardo Nascimento & Giuliano Saito