Mercado de ciência de dados cresce, além de busca por profissionais

Especialista do Centro Universitário Facens destaca oportunidades internacionais na área

2 de agosto de 2021 09:24

O mundo está mais tecnológico e virtual a cada dia e, com isso, a procura por profissionais do setor virtual, tecnológico e de desenvolvimento não para de crescer. De acordo com uma pesquisa recente da hrtech de recrutamento digital Intera, no primeiro semestre deste ano, houve um crescimento de 485% na abertura de vagas para cargos na área de inteligência de dados, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Os analistas, engenheiros e especialistas de dados têm ganhado cada vez mais espaço nas empresas com a ampliação de tecnologias de gestão e armazenamentos de enormes volumes de informação – a big data. “Com o início da pandemia, a migração em massa de empresas para o universo online e a necessidade cada vez maior e mais rápida de informações precisas sobre custos, comportamento do consumidor, logística e mercado para tomada de decisões estratégicas, passou a ser imprescindível”, comenta Johannes Von Lochter, coordenador do curso de Especialização em Ciência de Dados do Centro Universitário Facens .

Apesar de os salários no setor de inteligência de dados serem altos – em média vão de R﹩ 7.000,00 a R﹩ 18.000,00 – e as vagas estarem abundantes, o que falta no mercado é a mão de obra qualificada. De acordo com Johannes, a abertura global de vagas remotas fez com que os profissionais do Brasil migrassem para empresas estrangeiras, dificultando ainda mais o cenário nacional para as empresas contratantes.

“Além de termos um volume alto de oportunidades no Brasil, os profissionais devem estar atentos às possibilidades no exterior, e ter um certificado que facilite este ingresso no mercado internacional é um grande diferencial. Na Facens, por exemplo, além do diploma da Especialização em Ciência de Dados, o aluno pode adquirir também um certificado internacional em big data”, destaca Johannes.

“O mercado de ciência de dados é uma ótima oportunidade não apenas para quem iniciará uma formação acadêmica, mas também para aqueles que pensam em realizar uma transição de carreira, já que o crescimento do setor não deve estagnar tão cedo. O mais importante é ter em mente que as atualizações e capacitações devem ser constantes, pois a tecnologia evolui e se modifica dia após dia”, conclui Von Lochter da Facens .

Sobre a Facens

O Centro Universitário Facens é considerado uma das melhores instituições de ensino superior no Brasil, com nota máxima (5) do MEC. A instituição possui 45 anos de história, com foco na formação cidadã e empreendedora de seus alunos, e na busca constante por inovação social e tecnológica. Oferece 14 cursos de graduação e 29 de pós-graduação, abrangendo áreas como engenharia, tecnologia, arquitetura e urbanismo, liderança e marketing digital. As instalações da Facens, que estão em um espaço verde com mais de 100 mil m², contam com mais de 50 laboratórios especializados e mais de 10 centros de inovação. O Centro Universitário possui inúmeras parcerias com empresas, centros de pesquisa e instituições de ensino no Brasil e no exterior https://www.facens.br/

 

Crédito: Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação

Publicidade

Desenvolvido por: Leonardo Nascimento & Giuliano Saito