Recuperação de lucros com inteligência artificial

Ferramenta é usada para análise de dados e geração qualitativa de informações, focando em resultados eficientes e ressarcimento de valores perdidos por falhas no fluxo de informações

23 de julho de 2021 10:39

O impacto da Inteligência Artificial e da robótica tende a ser mais urgente nas mais diversas áreas da economia brasileira. O avanço tecnológico revolucionou indústrias, saúde, recursos humanos e, principalmente, negócios. Essa ferramenta ganha cada vez mais espaço, sendo agora uma grande aposta nas auditorias financeiras e análise de dados para recuperação de lucros.

O Grupo DHS, referência no segmento e especialista em Business Consulting, aderiu a Inteligência Artificial desde 2011, e ao longo dos anos investiu cerca de R﹩1 milhão, distribuídos em muitos recursos para sistemas e módulos diferentes e com desenvolvedores diferentes. “A aplicação dessa ferramenta resulta em ganho de tempo, qualidade e principalmente automação para tomada de decisão”, justifica Henrique Sampaio, CEO da empresa.

Através de um levantamento minucioso de dados e análises robustas dos procedimentos e controles internos da empresa auditada, a IA auxilia em uma avaliação na consistência dessas informações contidas nos arquivos eletrônicos.

“Nessa fase de entendimento, são conhecidas as regras de negócios que direcionarão todas as análises, migração dos dados eletrônicos para nosso software de rastreamento e análise de registros eletrônicos, utilizando-se de tecnologia de Inteligência Artificial para maior acurácia e precisão”, complementa o empresário.

A partir desse passo, a equipe examina documentalmente os casos identificados como inconsistentes e elabora a construção de evidências para então, reportar ao cliente e, por fim, recuperar os valores escoados indevidamente.

A DHS lança ainda este ano um novo módulo Auditty, para uso e controles dos contratos e mitigação de perdas para clientes que não se encaixam no perfil de auditoria, seja pela quantidade de demandas ou por controles internos, visando a manutenção do presente e futuro. “A IA está emergindo cada vez mais e pode ajudar os setores de atividade empresarial a se tornarem ainda mais rentáveis” finaliza Henrique.

Sobre o Grupo DHS: Fundada pelo empresário Henrique Sampaio, a DHS visa sempre maximizar a eficiência e a lucratividade dos negócios, com vasta experiência em varejo. Criada em 2009, com o foco em produção de melhorias e gestão de recursos financeiros, a empresa tem atuação nacional e internacional, e entrega uma estrutura técnica e de negócios com análises mais profundas e robustas. Vivenciando o dia a dia do cliente, aplicando processos de auditorias específicos, utilizando inteligência artificial e profissionais experientes para alcançar não somente a recuperação de valores perdidos e desconhecidos ao longo dos anos, a DHS proporciona um elo de auxílio na prevenção de perdas futuras e melhoria de processos identificados como falhos, e assim, ajudar na construção de resultados financeiros de excelência.

Sobre Henrique Sampaio: Graduado em Ciências Contábeis, com MBA, Mestrado em negócios internacionais e Doutorado em Economia, além de diversas pós-graduações em Business, finanças e administração pública e privada. Ao longo dos anos desenvolveu uma sólida carreira em multinacionais como PwC, GERDAU e Goodyear. Hoje é o CEO e sócio do Grupo DHS, empresa especializada na produção de melhorias e gestão de recursos financeiros.

Publicidade

Desenvolvido por: Leonardo Nascimento & Giuliano Saito